Trabalho em Altura: Cuidados!

Trabalho em Altura: Cuidados!

Considerações gerais sobre Segurança para Trabalho em Altura 

Os fatores abaixo são considerações essenciais para a proteção de queda ideal e para garantir a conformidade com os regulamentos e normas.

1. Avisos
Leia sempre as instruções e avisos contidos no produto e na embalagem antes de usar qualquer Equipamento de Proteção de Queda.

2. Inspeção
Todo equipamento de segurança deve ser inspecionado antes de cada uso.

3. Treinamento
Os trabalhadores devem ser treinados por pessoa que possua conhecimento (proficiência) quanto ao uso apropriado de Equipamentos de Proteção de Queda.

4. Regulamentação
Compreender a legislação vigente relativa à Proteção de Queda antes de selecionar e usar o equipamento.

5. Planejamento do Resgate
Minimizar o tempo entre a queda e os cuidados médicos é de importância vital para o trabalhador. Deve ser implantado um amplo Programa de Resgate antes de usar o Equipamento de Proteção em Trabalhos em Altura.

6. Preferências do Produto/Sistema
Se houver dúvidas sobre quais equipamentos de proteção de queda usar, contate seu distribuidor/fornecedor.

7. Componentes do Sistema
Devem ser usados somente componentes plenamente compatíveis com outros. Equipamentos de Proteção de Queda são projetados como sistemas completos e devem ser usados deste modo.

8. O que fazer após a queda
Todos os componentes do sistema devem ser retirados de uso.

Observação: Existem dois elementos essenciais na proteção de queda de altura. O primeiro elemento é o suporte principal (suporte primário). O segundo é o sistema de retenção queda, que deve estar sempre presente sem tensão ou carga (suporte secundário).

O trabalho deve ser executado sem que o sistema de retenção de queda seja solicitado, este deve ficar sem tensão. Se o trabalhador para manter seu equilíbrio ou posição, depende do único sistema que está sendo utilizado, este provavelmente não está funcionando como um sistema de retenção de queda (secundário) e sim como um sistema de suporte primário.

Ao subir uma escada e manter-se estável em uma plataforma de trabalho protegido por um sistema de retenção de queda (secundário), o suporte primário do trabalhador será sua capacidade de manter-se sustentado por pernas e braços.